DIETAS COM BAIXA TEOR DE GORDURA NÃO FUNCIONAM!

DIETAS COM BAIXA TEOR DE GORDURA NÃO FUNCIONAM!_post

DIETAS COM BAIXA TEOR DE GORDURA NÃO FUNCIONAM!

4 Comentários
|

Muitas vezes as pessoas pensam – meio que automaticamente – que se precisam baixar de peso tem que começar usando alimentos com baixo teor de gordura. Não faltam produtos desse tipo nos supermercados, lojas de conveniências, entrepostos de comida (pretensamente) saudável e natural etc.

Além, é claro, de infelizmente fazer parte da orientação geral de profissionais de saúde que imaginam que isso possa ser uma boa estratégia de alimentação. Mas, como esse blog tem mostrado por inúmeras abordagens científicas, isso não é eficiente, se não for até mesmo arriscado.

Bem, recentemente foi publicado no super prestigiado jornal médico The Lancet, uma pesquisa que deve ser a pá de terra definitiva sobre esse tipo de orientação.

O artigo: Effect of low-fat diet interventions versus other diet interventions on long-term weight change in adults: a systematic review and meta-analysis – se propôs a fazer uma revisão que parte de mais de 3500 estudos de pesquisa sobre as intervenções alimentares e seus resultados a longo prazo no objetivo de redução e manutenção de peso.

E ao final a conclusão que já é conhecida por quem acompanha esse blog, e outros da esfera lowcarb. As dietas com redução de gordura (low fat) não funcionam, e perdem em resultados para as propostas alimentares com baixo teor de carboidratos (low carb) e com mais gordura (high fat).

Contexto da pesquisa:
A eficiência das dietas low fat (redução de gordura) para a perda de peso a longo prazo tem sido debatida há décadas, com muitos ensaios clínicos randomizados (ECR) e as revisões recentes oferecem resultados mistos. (Os pesquisadores) tiveram como objetivo sumarizar o grande corpo de evidências de ensaios clínicos randomizados para determinar se as dietas low fat contribuem para uma maior perda de peso do que dieta habitual dos participantes, as dietas low carb (pobres em carboidratos), e outras intervenções dietéticas high fat (com maior teor de gordura).

Constatações: A partir de 3517 publicações iniciais, 53 estudos preencheram os critérios de seleção, (estabelecidos pela metodologia, disponível no artigo original) o que incluiu 68.128 participantes (69 comparações). Nos ensaios com objetivo de perda de peso, as intervenções low carb levaram a uma significativamente maior perda de peso do que as intervenções low fat.

As intervenções low fat não levaram a diferenças na mudança de peso em comparação com outras intervenções de perda de peso com maior teor de gordura, e levou a uma maior diminuição de peso só quando comparado com uma dieta habitual.

Da mesma forma, os resultados dos ensaios que não visavam a perda de peso, mas apenas manutenção de peso, para os quais não foram feitas comparações com as dietas low carb, foi demonstrado que as low fat tem efeitos similares as high fat na perda de peso, e que essas intervenções low fat levam a uma maior perda de peso somente quando comparada com uma dieta habitual.

Discussão
Os resultados desta meta-análise abrangente dos RCTs com pelo menos 1 ano de acompanhamento sugerem que as intervenções dietéticas com baixo teor de gordura não conduzem a uma maior perda de peso do que aquelas low carb (baixo teor de carboidratos) ou high fat (alto teor de gordura) de intensidade semelhante, independentemente da perda de peso almejada.

Na realidade, na configuração dos testes para perda de peso, as estratégias com maior teor de gordura, e com baixo carboidrato levaram a uma ligeira mas significativa vantagem, no longo prazo para a redução de peso comparando com as intervenções com baixo teor de gordura.

Nas intervenções dietéticas com maior teor de gordura ocorre uma perda de peso semelhante com os grupos de baixo teor de gordura, independentemente do fato de que essas pesquisas tivessem objetivo de perda de peso ou não.

DIETAS COM BAIXA TEOR DE GORDURA NÃO FUNCIONAM_post

As intervenções low fat só são melhores se são comparadas com intervenções de menor intensidade, particularmente aqueles em que foram comparadas com indivíduos que mantiveram uma dieta habitual (ou seja aqueles que NÃO tinham modificado sua alimentação).

Nos testes para perda de peso, as intervenções com maior teor de gordura (high fat) levaram a uma perda de peso significativamente maior do que as intervenções com baixo teor de gordura (low fat).

Interpretação

Os resultados dessa pesquisa sugerem que a longo prazo os efeitos de intervenções de uma dieta de baixa gordura no peso corporal depende da magnitude da intervenção no grupo de comparação.  Quando comparado com intervenções dietéticas de semelhante intensidade, as evidências de ensaios clínicos randomizados não dão suporte para as dietas de baixa gordura (low-fat) em relação a outras intervenções dietéticas para perda de peso a longo prazo.

Financiamento (desse estudo): Institutos Nacionais de Saúde e American Diabetes Association.

LOW FAT (Tipo de dieta onde o ponto mais importante é a redução do conteúdo de gorduras da alimentação, seja reduzindo os alimentos com conteúdo natural de gordura ou com a substituição por alimentos transformados/industrializados em que o percentual foi artificialmente reduzido ou eliminado, exemplo: creme de leite leve, alimentos semi-desnatados, nata light, leite desnatado, maionese sem colesterol, todos os produtos cujo rótulo diz 0% de gordura, etc.)

Fonte: lipidofobia