Dieta Paleo – Guia Absolutamente Completo e fácil de entender

Dieta Paleo – Guia Absolutamente Completo e fácil de entender_post

Dieta Paleo – Guia Absolutamente Completo e fácil de entender

0 Comentários
|

Dieta Paleolítica, Primal, Paleo, dieta do homem das cavernas. O Assunto de hoje é a respeito deste estilo de alimentação que está ganhando cada vez mais adeptos ao redor do mundo.

Recebemos vários e-mails perguntando a respeito desta dieta, e quando me refiro a dieta, estou falando de um completo e renovado estilo de alimentação, e não apenas uma tabela a ser seguida por um período para emagrecer.

Para atender estes vários e-mails, resolvemos escrever um post completo e trazer para você todas as informações necessárias sobre a dieta Paleo.

O que é a dieta Paleo?

De maneira bem simples, a dieta Paleo baseia-se em comer como costumávamos fazer no passado, antes da revolução agrícola.

Se um homem das cavernas não comia, você também não deve comer.

Sendo este um conceito bem simples de entender, não é tão simples de colocar em prática nos tempos de hoje. Desta forma este artigo irá guiá-lo para tornar as coisas um pouco mais fáceis.

Na alimentação Paleo, pode-se comer qualquer coisa que nossos ancestrais caçavam ou coletavam como por exemplo: carnes, peixes, nozes, folhas verdes e sementes.

Massas, cereais e doces não faziam parte da alimentação dos homens das cavernas, logo, ficam fora da lista!

Um adendo: Porque eu não conto calorias

Bem no começo da minha viagem de transformação pessoal eu até cheguei a usar aplicativos para contar calorias.

Contudo, depois de um pouco mais de estudo, percebi que 500 calorias de Ruffles ou Cheetos tem uma resposta completamente diferente de 500 calorias de proteínas e vegetais de alta qualidade.

A dica é que se você remover certos alimentos da sua vida, você pode parar agora de contar calorias e eu garanto que terá resultados fantásticos.

Está pronto(a) para chegar na melhor forma da sua vida? Vamos começar!

x

Pessoal, primeiramente gostaria de reforçar aqui que a dieta Paleo não é mais uma jogada de marketing da indústria de alimentos para vender milhões.

Também não é uma dieta como a Atkins, Dukan, South Beach etc. que é um produto que tem um dono que é remunerado pelo direito de marca. É simplesmente um estilo de vida e por isto tem tantos nomes como Primal, Paleo, Paleolítica, dieta dos homens das cavernas etc.

Nossos ancestrais prosperaram caçando e coletando alimentos antes de chegar a tecnologia e a revolução agrícola.

Interessante também, é analisar como éramos naquela época e como somos hoje. Naquela época, o homem era geralmente alto, musculoso, ágil, atlético, e incrivelmente versátil.

É assim que você quer ser, ou…

O homo sapiens de hoje, tem excesso de peso, está fora de forma, estressado, infeliz, sofre de problemas do sono e morrem por causa de uma infinidade de doenças que podem ser evitadas.

Você deve então estar de perguntando. O QUE ACONTECEU, AFINAL?

Bem, a AGRICULTURA, senhoras e senhores.

Há alguns milhares de anos o homem descobriu a agricultura e o ser humano mudou de caçadores-coletores para agricultores.

Com isto, mudamos de nômades para sedentários e estabelecemos sociedades evoluindo para o que somos hoje.

Isto foi muito importante para a nossa evolução, e tem seu valor. O problema é que ainda não deu tempo para que nossa genética se adaptasse (através da seleção natural) para comer todos os Grãos que a indústria de alimentos está cultivando hoje.

Pense em um jogo de futebol. Digamos que até os 40 minutos do segundo tempo representa todo o período em que o homem foi nômade caçando e coletando alimentos. Os outros 5 minutos finais representam a nossa espécie depois da revolução agrícola, que foi quando nossa dieta mudou e a nossa genética ainda não se adaptou completamente.

Nos tornamos uma espécie que depende completamente de grãos: pães, massas, arroz, milho, soja e por aí vai.

Com a população cada vez mais gorda, fica evidente que algo não está certo em nossos estilos alimentares.

Qual o problema dos grãos, afinal?

Primeiramente, como já comentamos em outros artigos aqui do blog, grãos são compostos de carboidratos, e os carboidratos são transformados em glicose (um tipo de açúcar) em nosso sistema para ser usado como energia e ajudar nosso corpo a funcionar.

Contudo, qualquer glicose que não é usado como a energia é armazenada como gordura.
Se você ainda não leu, não perca meus artigos abaixo para entender tudo isso melhor:

O que o Dr. William Davis tem a nos ensinar sobre o TRIGO e porquê evitar já!

[Conceitos] Entenda de Índice Glicêmico para emagrecer

Seguindo adiante, o segundo ponto é que os grãos contém Glúten e Lectinas.

O Glúten é um tipo de proteína encontrada no trigo, centeio, cevada e a maioria dos grãos. Todo mundo tem falado do glúten ultimamente, pois parte da população está se tornando intolerante ao mesmo. Estas pessoas intolerantes, podem ter dermatites, dores nas articulações, problemas nos órgãos reprodutores, refluxo etc.

Já as Lectinas são toxinas naturais existentes nos grãos para que os mesmos possam se defender do consumo dos animais. Nosso trato intestinal passa trabalho para processar e digerir alimentos com Lectinas, podendo causar diversos problemas.

Açúcar e dieta Paleo combinam?

Claro que não! A dieta Paleo erradica quase completamente açúcar. A não ser que você esteja comendo alguma fruta, esqueça. O açúcar provoca um pico de açúcar transformando-o em gordura se não for utilizado imediatamente.

Mas não vamos passar mau sem carbo, Daniel?

Bom, em primeiro lugar, nossos corpos foram projetados para operar com uma menor quantidade de carbo do que estamos acostumados a ingerir. Quando há uma menor presença ou até a ausência de carboidratos na alimentação, o nosso corpo começa a utilizar a gordura armazenada e usar energia a partir de um processo chamado cetogênese.

O que quero deixar claro, é que nossos corpos são eficientes mesmo com uma redução de carboidratos. Não preocupe-se com isto.

Em resumo bem simples: Menos Carboidratos significa menos glicose no seu corpo e então seu corpo terá que buscar energia queimando gordura.

Nem todos os carboidratos são ruins, sabia?

Claro que não, os carboidratos fazem parte dos 3 principais macronutrientes e devem estar presentes em nossa dieta. Sem problemas, desde que façamos as escolhas certas.

Segundo os principais entusiastas Paleo, como Dr. Loren Cordain, PHD e Mark Sisson carboidratos obtidos a partir de vegetais, batatas-doces e frutas são ótimas opções.

Estes alimentos são encontrados na natureza e não precisam ser processados como os grãos para se tornarem próprios para consumo.

O que comer na dieta Paleo

Carne Vermelha – prefencialmente de animais alimentados de pasto e não com grãos.
Carnes brancas – galinha, pato, perú, peixes
Ovos – Preferência para o caipira ou orgânico que contém 10X mais ômega 3 que o comum.
Vegetais Frescos
Óleos – azeite, óleo de coco, óleo de abacate. Nunca óleos vegetais.
Frutas – Por conter açúcar natural, e dependendo da fruta pode ser muita caloria, limite a quantidade, se você estiver tentando perder peso.
Nozes/Castanhas – contém muita caloria, por isso indico para lanches, mas não coma demais.
Tubérculos – Batata-doce e inhame. Por conter muita caloria e carboidrato, o ideal é comê-los logo após um treino ou exercício físico, para repor seus níveis de glicogênio.

O que NÃO comer na dieta Paleo

Grãos/Cereais
Legumes (amendoim também é um legume!)
Laticínios
(Há controvérsias, entenda abaixo o porquê talvez você possa comê-los)

Açúcar
Batata
Alimentos processados/industrializados
Sal
Óleos Vegetais
Não vivo sem Pão, o que posso fazer?

Não tente a dieta Paleo, simples assim!

Posso ter parecido um pouco duro, mas é simples assim. Se você está contente com seu corpo, você não sente-se cansado durante o dia, e além disso você não vê nenhum espaço para melhorar, continue com sua estratégia. Cada um é cada um e você deve seguir aquilo que é melhor para você.

Agora, se você está lutando para perder peso, sente-se cansado, odeia contar calorias assim como eu e quer dar uma virada na sua saúde, dê uma chance ao estilo de alimentação Paleo por 30 dias e me conte os resultados.

Se cortar completamente os grãos de sua dieta é muito radical para você, apenas diminua em 80% estes alimentos e veja como seu corpo se ajusta. Mudanças aos poucos são sempre mais duradouras.

Leia: Quer perder peso (emagrecer)? Faça pequenas e constantes mudanças!

Como montar refeições Paleo

Procure sempre obter uma fonte de proteína em toda refeição (ovos, carne, frango, peixe, carne de porco). Adicione vegetais e talvez uma fruta. É isso aí. Se precisar aumentar as calorias, adicione algumas gorduras saudáveis ​​como: abacate, um punhado de amêndoas ou nozes, azeite, etc.

QUER EMAGRECER, ENTAO CUIDADO:

Fruta tem açúcar, e nozes são calóricas, por isso, se você está seguindo a dieta de Paleo e não está perdendo peso, veja se não está comendo muitas frutas e nozes!

As gorduras não vão te deixar gordo

Pessoal, como sempre pregamos aqui no site, as gorduras não deixam você mais gordo. O Carboidratos sim.

O fato é que devido a estudos mau conduzidos e até manipulados no passado, nos levaram a crer que a gordura engorda, faz mal ao coração, entope artérias etc.

Sim, fomos todos enganados por um longo período de tempo, e a indústria de alimentos se aproveitou disso para fazer cada vez mais dinheiro.

Se quiser entender mais a fundo leia:

[Fomos todos enganados] A gordura é saudável, entenda tudo que está por trás deste mito

[Comprovado] Gordura saturada NÃO causa doença cardíaca

E quanto aos Laticínio, pode na dieta Paleo?

Obviamente, nenhum animal bebe o leite de outra espécie além do homem. Além disso, até o final da época paleolítica, o leite era consumido apenas pelos bebês.

O Termo “The Paleo Diet” foi patenteado pelo Dr. Loren Cordain, que começou a estudar o tema a partir da leitura de um artigo de Boyd Eaton. Ele preserva os conceitos originais e portanto ZERO LATICÍNIOS.

Particularmente, a abordagem de Mark Sisson. Ele é quem começou a utilizar o termo Primal ao invés de Paleo para se diferenciar da marca registrada do Dr. Loren Cordain. Segundo Sisson, na abordagem Primal, os laticínios fermentados FULL FAT, mesmo não fazendo parte da alimentação de nossos antepassados.

Segundo Sisson, estes alimentos estão liberados por serem low carb, muito saborosos, saciam facilmente e a ciência tem mostrado que são benéficos. (Para quem não tem intolerância)

Precisa comer de 3 em 3 horas?

Não! você come apenas quando tem fome. Quer pular o café da manhã? Fique a vontade. Quer comer 6 refeições por dia? A Escolha é sua!

Nós já endossamos esta ideia aqui no blog a bastante tempo, através do artigo Mito Desvendado! 6 Refeições Diárias não Aceleram Seu Metabolismo e recentemente no artigo 3 razões para [Não] comer de 3 em 3 horas.

Nosso corpo foi projetado para utilizar os estoques de gordura nos momentos de jejum, isto é até saudável, desde que você não se empanturre de porcarias depois por estar com muita fome.

Falamos disso também neste interessante artigo: Como emagrecer com o Jejum Intermitente

Considerações Finais

Talvez você esteja querendo experimentar o estilo de vida Paleo, mas ainda não pode comprometer totalmente, seja por ter certos alimentos são difíceis para você abandonar, ou você pode se dar ao luxo de comprar carne de boi alimentado de capim no começo. TUDO BEM!

Se você acha que pode fazer algumas pequenas mudanças como cortar bebidas calóricas, trocar arroz por legumes no vapor, cortar pão, etc. você já vai começar a ver mudanças.

Lembre-se que 20% mais saudável é melhor do que 0% saudável, SEMPRE!

E por último, lembre-se do princípio de pareto ou regra 80/20: Tenha um estilo de vida 100% saudável durante a semana e deixe as escapadas para o final de semana.

Deixe suas perguntas abaixo, pois pode ser dúvida de mais e mais pessoas e nossa intenção é ajudá-los cada vez mais!

Sucesso!

Fonte: Doce Dieta