Bebê de um ano segue dieta paleolítica

Bebê de um ano segue dieta paleolítica_post1

Bebê de um ano segue dieta paleolítica

0 Comentários
|

Grace é uma garotinha de apenas um ano e um mês. Ainda não consegue escolher o que vai comer, mas a mãe, Shan Cooper, escolheu alimentá-la segundo os princípios da dieta paleolítica, que exclui qualquer tipo de alimento industrializado e qualquer tipo de grão.

Ovos fritos em óleo de coco com vegetais assados, como batata doce, cenouras, batatas e brócolis, abacate e chucrute, por exemplo, fazem parte da alimentação diária de Grace. As informações são do jornal DailyMail.

A pequena Grace é alimentada com frango orgânico, vegetais e outros alimentos permitidos na dieta paleolítica, uma forma de alimentação que divide opiniões pela restrição de grãos.

A dieta prega uma um estilo de vida “das cavernas”, ou seja, se alimentar com carne, peixe, ovos, frutas e vegetais – e nada de grãos, já que na era paleolítica não havia o cultivo desse tipo de alimento.

Veja a dieta de Grace:

Ainda sendo amamentada, Grace já come alimentos sólidos e variados.

Café da manhã: ovos (fritos em óleo de coco, mexidos ou cozidos), vegetais da noite anterior, como batata-doce, cenouras, batatas e brócolis.

A refeição também pode incluir abacate e um pouco de chucrute.

Almoço: frango orgânico e vegetais assados, além de vegetais cozidos no vapor, como brócolis.

Lanche: a pequena come qualquer tipo de fruta, disse a mãe, mas os morangos e as bananas são as frutas favoritas de Grace.

Jantar: espaguete (feito com abobrinha) à bolonhesa com carne orgânica e molho de tomate orgânico.

Sobremesa: embora Grace não coma sobremesas frequentemente, a mãe fez uma panacotta de morango com creme de coco para o seu aniversário.

“Ela teve um ‘bolo’, mas não estava cheio de farinha e açúcar”, disse a mãe.

A dieta paleolítica divide opiniões pelo risco do consumo excessivo de proteínas. Quando bem feita e acompanhada por nutricionista, essa dieta pode ser benéfica.

Shan é bacharel em agronomia e escreveu um livro sobre receitas saudáveis. Segundo a mãe, a filha nunca teve um resfriado na vida, o que ela atribui ao fortalecimento do sistema imunológico por causa da dieta rica em frutas e vegetais.

A mãe, no entanto, diz não ficar brava caso a filha coma pão ou outros alimentos não permitidos na dieta.

“Eu não vou proibi-la de ir a festas infantis. Ela vai e vai comer o que tem ali”, disse a mãe, ao DailyMail. “Eu nunca vou dizer para ela ‘você não pode comer nada que tem nessa festa’, mas vou dizer que fiz uma marmita de couve, aqui está”.

Shan Cooper acredita que as crianças comem intuitivamente, mas os adultos começam a comer emocionalmente. Ela diz que espera ensinar à filha sobre quais alimentos a fazem se sentir melhor.

Ela diz que, provavelmente quando a filha crescer, vai escolher o que quer comer, mas que há grandes chances de, quando voltar de uma festa e tiver comido açúcar e bolo, ela dirá que não está se sentindo bem. “E, na próxima vez, em vez de ela comer 12 cupcakes, ela comerá apenas três”.

“Não quero que ela tenha distúrbios alimentares. As mulheres, particularmente, têm mais problemas com transtornos alimentares. Eu quero que a Grace coma o que faça com que ela se sinta bem”.

 

Fonte: ig